sexta-feira, 21 de maio de 2010

Valdinar Barros resistirá até o fim a entrega do PT para a Oligarquia

Senhores deputados e senhoras deputadas, eu quero aproveitar também o restante do tempo que me sobra para falarmos do nosso partido, o Partido dos Trabalhadores, nós que vamos ter um encontro agora, dias 21 e 22, portanto, sexta e sábado. Um grupo que compõe o nosso partido está tentando desvirtuar as resoluções, está tentando desvirtuar o estatuto do nosso partido, passando para a opinião pública inverdades. O grupo do deputado Washington já apresentou recursos à Direção Nacional, mas não teve êxito. Até agora está pedindo a intervenção no Maranhão, mas também não conseguiu ter êxito. Defendeu a retirada da candidatura do deputado Flávio Dino a governador do Maranhão, mas também não teve êxito. Propôs a revisão da decisão anterior do encontro do nosso partido, também não teve êxito! E agora, por último, tentou substituir o Encontro Estadual por um encontro da sua tendência e também não conseguiu ter êxito. E aí, senhores, a coisa mais ridícula, a coisa mais indignante a que eu pude assistir, deputada Helena Heluy, nesses 30 anos do nosso partido, foi a tentativa do deputado Washington e do presidente do partido, Raimundo Monteiro tentar vestir a Camisa do Partido dos Trabalhadores naquela que sempre odiou o nosso partido, daquela que sempre combateu o nosso partido, a coisa mais ridícula da história política do Maranhão, eu presenciei pela televisão um ato que eu considero extremamente irresponsável desses dois companheiros, que foi mostrar a governadora Roseana com a estrela do PT na mão. Ainda bem que ela pegou na ponta dos dedos, porque ela não tinha legitimidade, senhores. Eu quero que a imprensa tenha a coragem de dizer isso! Ela não tem legitimidade para vestir a camisa do Partido dos Trabalhadores, senhores. O SENHOR PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DEPUTADO CARLOS AMORIM – Deputado Valdinar Barros. O SENHOR DEPUTADO VALDINAR BARROS – Trinta segundos, Presidente, para eu concluir, porque a indignação é muito grande, nós que construímos esse Partido, eu que já peguei tiro no peito, vi companheiro meu ser assassinado por gente desse grupo político comandado pela Roseana Sarney, não tenho condições de vê-la vestida, senhores deputados, na camisa do nosso Partido. Então, eu quero aqui colocar a minha indignação, o meu protesto, a petista que se diz petista, dessa natureza, querer vender a estrela do nosso partido para aqueles que sempre combateram, então eu não posso aceitar isso. O Maranhão inteiro, os petistas de verdade estão indignados, e eu quero revelar aqui essa indignação, nessa manhã de hoje, e deixar registrado nos Anais desta Casa. Eles não vão conseguir fazer isso, já tentaram cinco manobras, por último foi um manifesto falsificado com assinaturas, ainda bem que os companheiros já mandaram o documento para a Direção Nacional mandando, pedindo a retirada do nome deles, com o afã de entregar o nosso partido àqueles que sempre massacraram, que sempre odiaram, nunca quiseram o crescimento do nosso partido aqui no Estado do Maranhão. Portanto, eu queria fazer este registro e dizer que como petista de verdade, vou lutar até o último minuto para evitar, essa que seria a maior tragédia política do Estado o Maranhão. Muito obrigado.

MANIFESTO DE MEMBROS DA TENDÊNCIA CONSTRUINDO UM NOVO BRASIL AO POVO DO MARANHÃO

Nós, militantes do Partido dos Trabalhadores da tendência Construindo um Novo Brasil (CNB), nos dirigimos à sociedade maranhense, ao povo brasileiro e aos dirigentes do Partido dos Trabalhadores, neste momento decisivo da história do Maranhão e do Brasil, para manifestar publicamente nossa discordância, em relação à tentativa de golpe a democracia interna do PT, e também reafirmar o nosso compromisso de contribuir de todas as formas para as eleições de Dilma Roussef e Flávio Dino, por um Maranhão Democrático e Progressista.
1. Participamos de uma construção coletiva, o Partido dos Trabalhadores, que se notabilizou por agregar diferentes correntes de pensamentos, mas todas com o mesmo ideal – combate às desigualdades sociais e pela consolidação de uma sociedade justa, fraterna e igualitária. Assim tem sido há 30 anos: expomos e debatemos nossas idéias e a maioria dos filiados decide. É o exercício pleno da democracia que faz do PT um partido diferenciado, amado e respeitado;
2. É inadmissível que o Partido dos Trabalhadores no Maranhão retroceda para atender aos interesses do grupo oligárquico, que fracassou na gestão do Estado, que usa o bem público para beneficiar apenas aos seus e que deixa a maioria da população em situação caótica. A história de luta e resistência do PT maranhense tem raízes sólidas nos movimentos organizados e populares; custou sangue, suor, lágrimas e até mortes, seja no campo na luta contra o latifúndio, como nas manifestações populares (greves, passeatas, outros);
3. O Brasil mudou com o governo do presidente Lula e vai continuar mudando com o governo da presidenta Dilma Rousseff;
4. O nosso desafio é construir um país que seja efetivamente de todos e que todos possam se beneficiar da riqueza produzida pelo Brasil;
5. O povo maranhense não pode continuar excluído das conquistas do governo Lula, mantendo baixos índices de desenvolvimento humano;
6. Para que a presidenta Dilma Rousseff possa continuar a obra do governo Lula é preciso também que se elejam nos estados governadores, deputados federais e estaduais comprometidos com as mudanças sociais, a distribuição de renda e a geração de trabalho;
7. No Maranhão, o Encontro Estadual de Tática Eleitoral decidiu pela aliança do PT com o PCdoB e PSB e pela candidatura do deputado federal Flávio Dino ao governo do Estado;
8. Defendemos o resultado legítimo desse encontro e pedimos que as instâncias partidárias respeitem e façam respeitar essa decisão;
9. O PCdoB e PSB são antigos e firmes aliados do Partido dos Trabalhadores na construção de um projeto democrático de nação;
10. A aliança nacional com o PMDB - necessária para a construção da vitória eleitoral de Dilma Rousseff em 2010 - não pode se dar pela renúncia ao fortalecimento do campo democrático e popular no país, respeitando as particularidades de cada estado;
11. Por isso, repudiamos a intervenção planejada do grupo que apóia Roseana Sarney no Partido dos Trabalhadores, orquestrada por parte da CNB-MA, que se nega a respeitar a decisão do encontro estadual;
12. O projeto de poder do grupo Sarney apresenta claros sinais de esgotamento e enfrenta a resistência de grande parte do eleitorado, que deseja a mudança e a renovação da política maranhense;
13. Em consonância com o desejo de mudança e renovação do povo do Maranhão, convidamos todas as pessoas que almejam um BRASIL PARA TODOS a participarem da campanha de Dilma Rousseff para Presidência da República e Flávio Dino para o governo do Estado do Maranhão.
São Luís (MA), 20 de maio de 2010.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Petistas da CNB lançam manifesto contra aliança com Roseana Sarney

Militantes da Tendência Construindo um Novo Brasil (CNB) do Partido dos Trabalhadores (PT) lançaram nesta quinta-feira, 20, na sede do Sindicato dos Ferroviários (Stefem), em São Luís, um manifesto contra a aliança do PT do Maranhão com o PMDB de Roseana Sarney e defenderam as candidaturas de Dilma Roussef e Flávio Dino (PCdoB). O documento possui 13 pontos e foi lido pelo integrante da Executiva do PT/São Luís, Marlon Botão. “É inadmissível que o PT no Maranhão retroceda para atender aos interesses do grupo oligárquico, que fracassou na gestão do Estado, que usa o bem público para beneficiar apenas aos seus e que deixa a maioria da população em situação caótica”, disparou. O ato político foi apoiado pelos presidentes da CUT e da Fetaema, Nivaldo Araújo e Chico Sales, além dos diretores do Sindsep e do Sindicato dos Comerciários, Ed Wilson Araújo e Luis Domingos Pinheiro, do presidente do Diretório do PCdoB em São Luís, Márcio Jerry, e do integrante do Diretório do PT na capital, Marlon Henrique, entre outros militantes. “A nossa marca é o combate às desigualdades, às injustiças e à corrupção. Não podemos nos aliar a essa oligarquia. Essa candidata [Roseana Sarney] não terá apoio e nem base social”, avaliou Nivaldo Araújo da CUT. Na avaliação do diretor do Sindsep, Ed Wilson Araújo, o manifesto reafirma o fim do consenso em torno do deputado federal Washington Oliveira (PT). “Isso aconteceu por conta da postura dele. Nós estamos nos rebelando, resistindo, para honrar a democracia interna do PT. Essa tendência pró-Roseana é minoritária”, explicou. O presidente da Fetaema Chico Sales lembrou que o PT decidiu em encontro estadual fazer a coligação com o PCdoB de Flávio Dino. “Nós não aceitamos mudar o que já foi decidido. Represento mais de 300 entidades de trabalhadores rurais e conheço a realidade do campo. O apoio à agricultura familiar no Maranhão retrocedeu. O número de contratos caiu de 11 mil em 2006 para 59 mil em 2009. Temos que mudar”. O manifesto será enviado a lideranças partidárias de todo o estado e encaminhado ao Diretório Nacional do PT. O presidente do Diretório do PCdoB em São Luís, Márcio Jerry, que coordena a campanha de Flávio Dino ao Governo do Estado, ressaltou que a aliança natural é entre o PT e o PCdoB. “Nossa aliança é com o campo democrático e popular e não com o atraso, o clientelismo e o patrimonialismo da oligarquia Sarney”.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Valdinar Barros reúne junto à juventude de Icatu

Valdinar Barros - Visita Icatu

Dia 18 de maio o Deputado Estadual Valdinar Barros - PT, esteve no Povoado Boca da Mata, município de Icatu. Enfrentou muita chuva até chegar o local, mas ao chegar o povo todo o esperava ansiosamente.
Estavam presentes as Comunidades de Batalha, Ribeira, Boca da Mata, Tombó, Santa Rosa e Prata.
Muitas foram as lideranças que falaram, Arildo falou que foi disponibilizado para a Comunidade de Timbó e outras, uma verba para melhoria das mesmas e até hoje não se sabe que fim levou o dinheiro.
A educação é precária, contudo as aulas só começaram a uma semana.
O sr. Nelton, ex vereador, hoje com 78 anos de idade e morador da Comunidade Boca da Mata, mas autante em Timbó falou sobre suas mágoas com a política da região, o mesmo está insatisfeito com a falta de políticas públicas para a população.
Este é Hamilton um líder comunitário, presidente do sindicato dos agentes de saúde, andou 3k para ver de perto um deputado em sua região, ele disse que é a primeira vez que um deputado está pessoalmente em Boca da Mata e é um prazer receber o Deputado Valdinar Barros.
Hamilton espera contar com o deputado para solucionar os graves problemas da comunidade que são tantos, mais os principais são falta de água potável, luz e estrada, para trazer água precisa andar muito.

Valdinar Barros visita Icatu

O deputado Valdinar Barros (PT) disse na manhã desta quinta-feira (6), que povoados do município de Icatu, um dos mais antigos do Estado, vivem uma situação de abandono total faltando até mesmo energia elétrica e poço artesiano nestas comunidades.
O deputado relatou a precariedade das vias de acesso para estes locais e a desilusão dos moradores na classe política. Valdinar chegou tomar o relato de um idoso morador destas localidades “Ouvi um depoimento de um senhor de 78 anos de idade e ele me dizia: ‘deputado, eu não vou votar mais, porque desde os 18 anos eu voto. Hoje tenho 78 anos e nossas comunidades ainda estão nessa situação’”. Barros acrescentou que uma escola só não caiu porque foi recuperada em forma de mutirão pela comunidade.
Durante a visita aos povoados de Boca da Mata Timbó, Santa Rosa, Bom Sucesso e Prata, o deputado diz ter constatado um quadro vergonhoso e que indica a falta de compromisso dos prefeitos que passaram pela cidade com o bem estar da população. “Icatu tem mais de 300 anos. Se fizer as contas, de quatro em quatro anos tem um prefeito, quantos prefeitos passaram naquela cidade? E essas comunidades vivem em estado de abandono”, alertou.
EDUCAÇÃO Valdinar também fez críticas ao governo Roseana Sarney (PMDB), principalmente na área da educação. Ele protestou contra problemas decorrentes da falta de escolas na zona rural de Imperatriz. Segundo o parlamentar quatro anexos de escolas nas comunidades de Olho d’Água dos Martins, Coquelândia, Petrolina e Vila Conceição, povoado de origem do deputado, foram desativados. Barros disse que enquanto militante petista enfrenta uma situação constrangedora perante estas comunidades, pois assim que um correligionário [Anselmo Raposo] assumiu a Secretaria de Educação os quatro anexos foram fechados. “Aí eu vou à comunidade e perguntam: ‘Valdinar, e agora, foi só um rapaz do PT entrar, acabaram as nossas extensões’? Como é que nós vamos responder, para essa comunidade que fica a 55 km de Imperatriz e os pais não têm como pagar, bancar o transporte para carregar os alunos do 2º Grau”, reclamou. Ele afirma que as comunidades ficam distantes de Imperatriz e os pais dos alunos que estudavam nos anexos desativados não têm condições de pagar o transporte para os filhos chegarem até as escolas em Imperatriz. “Só em Petrolina temos mais de 100 alunos. Então, é este governo que quer cuidar das pessoas, abandonando, tirando o pouquinho que eles conseguiram com luta?”, questionou.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Valdinar acusa presidente do PT/MA de ser joguete do grupo Sarney

Valdinar acusa presidente do PT/MA de ser joguete do grupo Sarney O deputado Valdinar Barros (PT) ocupou, hoje (5), a tribuna da Assembleia Legislativa para criticar, duramente, o presidente do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), o sindicalista Raimundo Monteiro. Para o deputado, Raimundo Monteiro deve ter mais responsabilidade, quando trata das decisões tomadas pela maioria dos filiados que compõe a direção do Partido dos Trabalhadores no Estado do Maranhão. Segundo o parlamentar, Raimundo Monteiro disse na imprensa que o PT nacional pode reavaliar a decisão do Congresso Estadual do Partido, que recentemente decidiu, com uma diferença de dois votos, apoiar a candidatura do deputado federal Flávio Dino (PCdoB) ao Governo do Estado. “O companheiro Raimundo Monteiro deve ter mais responsabilidade. O encontro estadual do nosso partido já tomou uma decisão, através do voto, que deve ser respeitada. Além do mais, nunca vi alguém tirar voto de urna dois meses da eleição”, disse Valdinar Barros. JOGUETE DE SARNEY Para Barros, Raimundo Monteiro está simplesmente fazendo o “joguete da governadora Roseana Sarney (PMDB) e do grupo Sarney. Jamais vamos aceitar esse joguete, que é uma verdadeira palhaçada”, disse o deputado. Por outro lado, o parlamentar lembra que, com muita responsabilidade, respeito, dedicação, luta e honra, ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT) no Estado do Marenhão. “Não aceitaremos o joguete daqueles que pisaram a vida inteira em nosso pescoço. Monteiro deve ter mais responsabilidade e encaminhar ao PT Nacional as resoluções, aprovadas no encontro estadual”, aconselhou Valdinar Barros (Da Agência Assembleia).

Assembléia Popular - Seminário Direitos Sociais

Assembléia Popular

Assembléia Popular - Seminário Direitos Sociais

terça-feira, 4 de maio de 2010

Deputada quebra o linguajar, muito boa!!!!!!

videoEste vídeo é muito bom, uma deputada que mete o " pau" em deputados, se tivesse alguns aqui no Maranhão seria excelente.

Romaria dos Trabalhadores

Aconteceu dia 01 de maio do corrente ano, organizada pela Forania São Cristóvão a VII Romaria do trabalhador,onde este ano foi levado às ruas o tema: Onde está o meu emprego.

Centenas de pessoas se concentraram enfrente ao Reustaurante Amarelinho situado na BR, localidade da Paróquia Boa Viagem às 14h para percorrem quilometros de distâncias em direção a Paróquia São José dos Migrantes - bairro Vila Itamar - em seu percursso eram feitas orações, palavras de ordens e reinvindicações dos moradores. Em uma de suas paradas enfrente ao teminal de Intgração foram feitas reinvindicações de uma linha de ônibus cirlular que percorra vários vários e povoados daquela região.

No término desta romaria houve a continuidade da missa presidida pelo padre Olívio(paróco da paróquia Boa Viagem e vigário foraneo) e Padre Ribamar(paróco da paróquia São José dos Migrantes).

Romaria dos Trabalhadores - Forania São Cristóvão